Translate

domingo, 23 de outubro de 2016

Quantas vezes por dia São João Paulo II visitava o Santíssimo Sacramento?

REDAÇÃO CENTRAL, 22 Out. 16 / 11:00 am (ACI).- O escritor católico Jason Evert, autor do livro “São João Paulo II ‘O Grande’. Seus cinco amores”, revelou que “ao dialogar com um sacerdote próximo a São João Paulo II, ficou surpreso pela frequência das visitas do Santo polonês ao Santíssimo.

Evert é um conferencista famoso porque promove, junto com sua esposa Crystalina, a vivência da castidade entre os jovens católicos.
Em um vídeo produzido pela página OneBillionStories.com, Jason Evert recordou: “Perguntei a um sacerdote que era amigo de São João Paulo II quantas vezes ele visitava diariamente a Eucaristia?”.
 sacerdote, recordou o jovem escritor, declarou: “O santo adorava o Santíssimo Sacramento cerca de 20 vezes por dia”.
Na opinião de Evert, isto deixa claro que “a fonte da santidade de todos os santos foi sempre a mesma: Cristo”.
“Tanto Santa Teresa de Lisieux como Santo Tomás de Aquino ou João Paulo II, todos beberam da mesma fonte, que é Cristo”, assegurou o escritor.
O pontificado de São João Paulo II durou exatamente 26 anos, desde que foi eleito em 22 de outubro de 1978. Durante este período, realizou 104 visitas pastorais fora da Itália e, por isso, ficou conhecido como “Papa peregrino”.
O santo polonês faleceu no dia 2 de abril de 2005. Foi beatificado por seu sucessor, Bento XVI, no dia 1º de maio de 2011.
No dia 27 de abril de 2014, o Papa Francisco canonizou São João Paulo II. Sua festa é comemorada neste dia 22 de outubro, recordando o início do seu pontificado.
ACIDIGITAL

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Festa de Nossa Senhora Aparecida 2016

A programação teve início às 8h com a Missa das Crianças e a Coroação de Nossa Senhora. À tarde, Dom Sérgio da Rocha, Arcebispo de Brasília, celebrou a Missa Solene com a presença de dom Marcony Vinícius Ferreira, bispo auxiliar da arquidiocese; dom José Aparecido de Almeida, bispo auxiliar de Brasília; e dom Fernando Monteiro, arcebispo da Arquidiocese Militar. Um total de 140 padres participaram do evento.
Após a missa, os fiéis seguiram na Procissão com a imagem da Padroeira. Durante o percurso pela Esplanada, foram feitas três paradas para as bênçãos: pela saúde; pelos governantes e pela pátria; e outra dedicada às famílias.

MISSA DAS CRIANÇAS

MISSA SOLENE

PROCISSÃO

Fonte: Arquidiocese de Brasília

Dom Sergio completa 57 anos!

A Arquidiocese de Brasília tem a alegria de parabenizar o Arcebispo de Brasília, Dom Sergio da Rocha, que hoje, 17, completa mais uma primavera.

Aos 57 anos, Dom Sergio é Arcebispo de Brasília, presidente da Conferência Geral dos Bispos do Brasil (CNBB), e a partir do dia 19 de novembro se tornará o mais novo Cardeal da Igreja do Brasil.

Dom Sergio, é com imensa alegria que te felicitamos nesta data especial. Pedimos a Deus que te abençoe e te proporcione muita saúde!
Que Nossa Senhora ilumine seus passos e decisões e que o Espírito Santo te dê sabedoria.
Agradecemos sua dedicação e empenho na condução do rebanho de Deus!

Biografia
Dom Sergio da Rocha nasceu em Dobrada, no estado de S. Paulo, aos 17/10/1959, filho de Rubens (+ 2000) e Aparecida Veronezi da Rocha.
Foi ordenado diácono na Igreja de Santa Cruz de Matão - SP, aos 18/8/1984, e presbítero na Matriz do Senhor Bom Jesus de Matão - SP, Diocese de São Carlos, aos 14/12/1984.
Estudou Filosofia no Seminário de São Carlos - SP e Teologia na PUC de Campinas - SP. Licenciado em Filosofia pela Faculdade Salesiana de Lorena - SP. Fez Mestrado em Teologia Moral pela Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, de São Paulo, e obteve o Doutorado na Academia Alfonsiana da Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma, aos 21/01/1997.
No dia 13 de junho de 2001, foi eleito bispo titular de Alba e auxiliar de Fortaleza. Em 11 de agosto, recebeu a consagração episcopal. Em 31 de janeiro de 2007 foi nomeado bispo coadjutor de Teresina (PI) e se tornou arcebispo em 3 de setembro de 2008.
Foi nomeado arcebispo de Brasília em 15 de junho de 2011 pelo papa Bento XVI e desde abril de 2015 preside a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).
Será criado Cardeal no dia 19 de novembro de 2016, no Vaticano.
Entre as principais atividades realizadas por dom Sergio na Arquidiocese de Brasília estão: 
- Acolhida de quatro Bispos Auxiliares.
- Criação do Vicariato Leste e dos Setores XIV (Santa Maria) e XV (Planaltina).
- Criação de onze Paróquias e quatro Áreas Pastorais.
- Realização da quinta e sexta Assembleias Arquidiocesanas de Pastoral e elaboração do Plano Arquidiocesano de Pastoral, baseados nas “Diretrizes para a Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil”.
- Organização das Equipes de Coordenação Pastoral e das Assembleias nos Vicariatos.
- Reestruturação do Conselho Arquidiocesano de Pastoral em oito Setores Pastorais.
- Reestruturação da Comissão Arquidiocesana Justiça e Paz.
- Reconhecimento da Faculdade de Teologia (FATEO).
- Reforma do Seminário Arquidiocesano Nossa Sra. de Fátima.
- Construção do Seminário Propedêutico.
- Implantação da Pastoral do Povo de Rua e da Pastoral do Menor
- Criação da Comissão Arquidiocesana de Pastoral com representantes dos Setores Pastorais e dos Vicariatos.
- Realização de Visitas Pastorais Missionárias às Paróquias.
- Elaboração do Diretório Pastoral dos Sacramentos.
- Projeto Arquidiocesano de Comunhão e Partilha.

Por Kamila Aleixo
Foto: Chico Ferreira - Núcleo de Fotografia da Arquidiocese de Brasília
Fonte: Arquidiocese de Brasília

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Concerto no Vaticano retrata dor de Maria ao ver Jesus na cruz

Concerto acontecerá nesta sexta-feira, 7, no Vaticano. / Foto:  Caminho Neocatecumenal


Concerto Sinfônico- Catequético é dirigido pelo Caminho Neocatecumenal

Canção Nova-Da redação, com ACI Digital
O Vaticano acolherá nesta sexta-feira, 7, uma “celebração sinfônico-catequética” dirigida pelo Caminho Neocatecumenal, interpretando o musical “O Sofrimento dos Inocentes”.
A iniciativa é do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização. Orquestra e coro interpretarão a sinfonia composta pelo iniciador e responsável internacional do movimento, Kiko Argüello.
A celebração, que será presidida pelo Cardeal Josef Cordes, presidente emérito do Pontifício Conselho Cor Unum, faz parte do programa de atividades do Jubileu da Misericórdia e, em particular, do Jubileu Mariano, que acontecerá de sexta-feira a domingo, e recebeu o apoio do Papa Francisco.
Participarão do evento diversos cardeais, bispos e autoridades civis, bem como membros do Caminho Neocatecumenal da Itália e de outros países.

Sofrimento de Maria na Cruz

Segundo comunicado do Caminho Neocatecumenal, “nesta celebração sinfônico-catequética é apresentado o sofrimento da Virgem Maria ao ver a morte de seu filho, uma dor tão grande que atravessa a alma, uma espada, um sofrimento semelhante ao que toda mãe sente diante da morte de seus próprios filhos, vítimas inocentes de violências inauditas, ao longo da história sem misericórdia dos massacres perpetrados até a atualidade.
“Com esta sinfonia buscaremos apoiar Maria frente à espada que atravessa sua alma como acontece com Jesus no Horto das Oliveiras, quando um anjo o ajuda a beber o cálice da amargura”.
Kiko Argüello explica também que “contemplaremos e sustentaremos a Virgem que aceita a espada que, segundo o profeta Ezequiel, Deus havia preparado para os pecados de seu povo e que agora atravessa a alma desta mãe e se associa desta maneira à redenção universal de nosso Senhor Jesus Cristo, que tornou sagrado cada sofrimento e dor do homem”.
“Quantos sofrimentos no mundo atual, quantas vítimas inocentes de catástrofes como o terremoto que golpeou o centro da Itália! A linha vermelha da violência que provoca terror e morte, as guerras e a tragédia dos refugiados, vidas interrompidas de homens e mulheres e, sobretudo, de crianças”, afirma.
A celebração contará com uma saudação, uma oração inicial e uma introdução. Em seguida, a orquestra e o coro interpretarão a sinfonia que é dividida em cinco movimentos: Getsêmani, Lamento, Perdoa-lhes, Espada e Resurrexit. Uma vez terminada, o presidente da assembleia irá fazer uma intervenção.
Esta composição musical já foi interpretada em inúmeros países. Há alguns meses, a Orquestra do Caminho viajou até o Japão para realizar várias celebrações sinfônicas em Tóquio e Fukushima. Além disso, Jerusalém, o Lincoln Center de Nova York, o Chicago Symphony Hall, o Teatro da Ópera de Budapeste ou Auschwitz, foram lugares onde a obra musical foi interpretada.

domingo, 9 de outubro de 2016

Dom Sérgio da Rocha será criado cardeal


 papa Francisco anunciou na manhã deste domingo, 9,  a realização de um consistório para a criação de novos cardeais. O Brasil foi contemplado com a escolha do arcebispo de Brasília (DF) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Sergio da Rocha. A celebração acontece na véspera do fechamento da Porta Santa da Misericórdia.  
“Com alegria, anuncio que sábado, 19 de novembro, na véspera do fechamento da Porta Santa da Misericórdia, realizarei um Consistório para nomear 13 novos cardeais, de cinco continentes. Sua proveniência, de 11 nações, expressa a universalidade da Igreja que anuncia e testemunha a Boa Nova da Misericórdia de Deus em todos os cantos da terra. A inclusão dos novos cardeais na diocese de Roma manifesta também a inseparável relação existente entre a Sé de Pedro e as Igrejas particulares ao redor do mundo”, disse o papa.
No domingo, 20 de novembro, Solenidade de Cristo Rei, conclusão do Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, o papa concelebrará a Missa com os novos cardeais, com o Colégio Cardinalício, os arcebispos, bispos e presbíteros.

Serviço Pastoral

Aos membros do Colégio Cardinalício, o papa ainda decidiu unir dois arcebispos e um bispo, eméritos, que se destacaram em seu serviço pastoral, e um presbítero que deu claro testemunho cristão. “Eles representam muitos bispos e sacerdotes que em toda a Igreja edificam o povo de Deus, anunciando o amor misericordioso de Deus no cuidado cotidiano do rebanho do Senhor e na confissão de fé”, explicou Francisco.
CNBB

Pe. Manuel Pérez Candela

Pe. Manuel Pérez Candela
Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição - Sobradinho/DF